domingo, fevereiro 12, 2017

Reserva Naval nas LDG (6)


LDG «Alabarda»


(Post reformulado a partir de outro já publicado em 8 de Maio de 2009)


A LDG «Alabarda», LDG 202, foi construída nos Estaleiros Navais do Mondego e aumentada ao efectivo dos navios da Armada em 7 de Setembro de 1971.

Características, armamento, máquinas propulsoras, equipamentos e lotação idênticas às das LDG «Bombarda» que deu o nome à classe, com excepção do radar que passou a ser um Decca RM 316P.




A LDG "Alabarda" atracada

Em 18 de Novembro, após completar o Plano de Treino Básico e na companhia do navio-patrulha “Boavista”, largou para Luanda onde atracou em 1 de Janeiro de 1972, depois de ter escalado o Funchal, Las Palmas, S. Vicente de Cabo Verde, Bissau e Ana Chaves.

Nesta última parte do percurso foi apoiada pela fragata “Comandante Roberto Ivens”, ficando atribuída ao Comando Naval de Angola.

Até 1975 levou a cabo diversas missões logísticas na costa angolana, tendo regressado a Portugal em 13 de Julho, apoiada em parte do percurso pela corveta “João Coutinho”.

Esteve integrada em múltiplas missões de apoio logístico nos Açores, onde se deslocou por diversas vezes tendo também participado em diversos exercícios ao longo da costa continental portuguesa.

Foi abatida ao efectivo dos navios da Armada em 31 de Outubro de 1997.

Até 1985, foram Comandantes e Encarregados de Comando da LDG «Alabarda» os seguintes oficiais do QP:

1TEN Manuel Barreiros Jorge, 07Set761 a 12Nov73;
1TEN Nuno Manuel Osório de Castro Barbieri, 12Nov73 a 12Mar74;
1TEN José Carlos Alves d’Almeida, 12Mar73 a 13Mar76;
1TEN António José Delduque Pereira Gonçalves, 13Mai76 a 15Nov77;
1TEN Mário Ceriaco Dores Sousa, 15Nov77 a19Nov80;
1TEN Joaquim Filipe Figueiredo Alves Gaspar, 19Nov80 a 07Jan82;
1TEN Simão Neves de Almeida, 24Fev84 a 05Out85;

Até 1975, foram seus oficiais imediatos os seguintes oficiais da Reserva Naval:

2TEN RN Carlos Alberto Dias Nogueira, 17.º CFORN, 07Set71 a 20Jul73;
2TEN RN Luis Manuel Abreu da Cunha e Melo, 20.º CFORN, 20Jul73 a n/id;


Fontes:
Texto do autor do blogue compilado e corrigido a partir de «Setenta e Cinco Anos no Mar - Lanchas», Comissão Cultural de Marinha, 2006; Dicionário de Navios e Relação de Efemérides, Adelino Rodrigues da Costa; Revista da Armada; Lista da Armada; Anuário da Reserva Naval, Adelino Rodrigues da Costa e Manuel Pinto Machado, 1958-1975, Lisboa, 1992;

mls

3 comentários:

Jorge disse...

Prestei serviço na Alabarda entre Março de 1987 e Setembro de 1987 numa comissão ao Arquipélago dos Açores. Antes de assumir o comando da lancha Condor no Comando Naval da Madeira.

Jorge Nunes

71286 53º CFORN

mls disse...

Na Lista da Armada, só até 1977figuravam as Unidades/Serviços onde estavam colocados os Oficiais de cada uma das classes.

A partir daí, processo inviável na prática, só por busca exaustiva da OA 1ª série.

Não possui referência das datas de início e fim de funções? Seriam elementos complementares a adicionar ao nome completo que também utilizamos.

Se assim o entender, pode utilizar o endereço que figura no blogue - do próprio autor do blogue - com as indicações solicitadas e deixando o seu contacto.

Corrigiremos de seguida o "post" efectuado com as indicações fornecidas, deixando um convite para alargar a sua participação no blogue.

O seu 53º CFORN, sempre foram 12 Oficiais da classe de Marinha mas já bem distantes no tempo do meu 8º CEORN de 1965...

Cordiais saudações

reinaldo santos disse...

Com saudade recordo a minha passagem pela ALABARDA, desde Novembro de 1974, tendo efetuado a viagem de regresso a Lisboa em Jun/Jul75, que demorou 27 dias, com escala em Sao Tome e Las Palmas. Recordo apenas o Comandante e um negro de nome Armando que colaborava nas tarefas da cozinha e limpeza. (1530/69 mar.L)