domingo, dezembro 24, 2017

Guiné, 1971 - Natal LFG «Sagitário»


Natal da LFG «Sagitário» - P 1131 no rio Cacheu

(Post reformulado a partir de outro já publicado em 8 de Novembro de 2010)





Creio, e suponho não estar só, que o Natal se expressa muito mais no espírito com que se está a completar a caminhada de mais um Ano do que na celebração de uma efeméride com data previamente marcada.

Crença que igualmente partilho na renovada esperança de que um Ano Novo venha desviar do nosso rumo alguns escolhos mais ameaçadores, permitindo-nos prosseguir a Viagem com Paz, Saúde e Amor.

Nas Crianças, que nele acreditam para todo o sempre.

Na Família e na Reconciliação, na Alegria do Reencontro, no Amor e na Amizade, e também no são Convívio.

Na Partilha com os que lá não conseguem chegar sózinhos.

No Recolhimento e na Esperança de que chegue aos que o não têm de todo.

Na Lembrança e na Memória daqueles que, por ausência ou também pelo destino último, não podem estar presentes.

Natal foi e será sempre!

Mesmo na Guiné e também no rio Cacheu onde, a guarnição da LFG «Sagitário», em 1971, em missão de patrulha e fiscalização na zona de Ganturé-Bigene, numa expressão primorosa de esperança, boa disposição e humor, encontrou numa pernada de tarrafo, reverencialmente inclinada para o efeito, a melhor estação dos CTT para afixar a universal mensagem.

Para que muitos Outros pudessem ter Natal!


Fontes:
Texto do autor do blogue, com imagem de arquivo gentilmente cedida pelo então comandante da LFG «Sagitário», 1TEN Adelino Rodrigues da Costa (Cte);


mls

Sem comentários: