segunda-feira, fevereiro 27, 2017

Os Asas da Reserva Naval - Moçambique (2)


Pilotos da Reserva Naval em Metangula-Lago Niassa

(Post reformulado a partir de outro já publicado em 30 de Maio de 2009)



Vista aérea da Base Naval de Metangula - Lago Niassa


Ao abordar um tema deste “quilate” era seguramente suposto o assunto não se esgotar numa escassa meia dúzia de linhas que, para lá do inovador tema abordado, já tiveram o mérito de trazer a lume nomes de outros pilotos de aeronaves, a adicionar aos “Asas dos Quadros Permanentes e da Reserva Naval” que desempenharam, em Moçambique, missões ao serviço da Marinha de Guerra.

Será desejável mas também obrigatório que se faça a extrapolação do relato feito, elaborado com base num par de anos de uma normal comissão de serviço, para um alargado período decorrido entre Novembro de 1967 e até à independência daquele território no ano de 1975, compreendendo o tempo de comissão do CTEN Manuel da Silva Rodrigues que, tendo pertencido à Aviação Naval, desempenhou as funções de Chefe do Estado-Maior do Comando de Defesa Marítima dos Portos do Lago Niassa dinamizando aquela sua tão específica formação.




Pormenores da Base Naval de Metangula - Lago Niassa

Ficou implantada uma eficaz estrutura de formação de pilotos que permitiu manter operacionais aeronaves com as mais variadas missões e ao longo de um período de meia dúzia de anos, crendo-se que terá sido mantida até finais de 1973 ou principios de 1974, carecendo esta informação de ser fundamentada.

Aparecerão certamente outros pilotos, factos e documentos a adicionar aos já existentes, que relatem a actividade operacional de diferentes oficiais da Armada, dos Quadros Permanentes ou da Reserva Naval, que ali tenham efectuado missões em aviões, pertença do Comando Naval de Moçambique.

Que melhor participação e mais prestimosa colaboração do que a dos próprios intervenientes nas missões e acções levadas a cabo no decorrer daquele período? Voltaremos brevemente ao assunto com o espírito de que uma memória histórica não se constrói em módulos herméticos e de forma definitiva mas antes permanentemente enriquecida com novos factos, documentos e testemunhos, que faremos os posíveis por trazer a lume, numa dinâmica de informação que só enriquece a Reserva Naval e a própria Marinha.





Ao fundo, a pista e a Base Naval de Metangula mostrando os acessos por terra

Fontes:
Texto inserido com pequenas adaptações e imagem da vista aérea de Metangula cedidos gentilmente pelo Almirante Joaquim Espadinha Galo, à data 1º Tenente e Comandante da Esquadrilha de Lanchas do Niassa; restantes imagens do Arquivo de Marinha;


mls

2 comentários:

francisco disse...

Importantes documentos para a (verdadeira) história da nossa presença em África.
...................
Como Radioamador, e entusiasta das telecomunicações em geral, procuro reproduções online, ou publicadas em papel, de histórias envolvendo comunicações. Lembro-me que a Revista da Armada teve, durante algum tempo, uma rubrica intitulada "Comunicações & Comunicações", será que esses artigos foram compilados e publicados? Se possuir alguma informação sobre o assunto, agradeço.

Saúde.

http://caisdosul.blogspot.com/

mls disse...

Na perspectiva de poder vir a encontrar algum resultado positivo, o melhor conselho que lhe posso dar é contactar directamente a Revista da Armada no site da Marinha, disponível em www.marinha.pt
Cordiais saudações.